Crítica | CALL DA FIREMAN



½

Infelizmente, esse EP não foi lançado em 1 de abril.

DaBaby em 2023. Sério? Não, mas com toda a sinceridade que eu consigo oferecer, sério? O que esse rapper tem a oferecer neste ano? O mesmo flow pela 128° vez? A mesma forma de escrever que ficou repetitiva e datada em 2021, um ano após seu maior hit? Beats que não possuem nenhuma qualidade se não se escoram em tendências passageiras? Homofobia e machismo? Carisma zero? Por quê? Por qual motivo isso foi lançado, afinal? Quem, em plena consciência, está ouvindo novas músicas do rapper americano DaBaby no pleno e atual ano de dois mil e vinte e quatro? A quem interessa não calar DaBaby? Bem, eu estava instável no dia que decidi fazer esse mal com minha vida, e encontrei exatamente o que eu esperava: um show de horrores indescritíveis.

Selo: Interscope, South Coast
Formato: EP
Gêneros: Hip Hop / Trap
Sophi

Sophia, 18 anos, estudante e redatora no Aquele Tuim, em que faço parte das curadorias de Rap e Hip Hop e Experimental/Eletrônica e Funk.

Postagem Anterior Próxima Postagem