Crítica | Músicas Para Sair Do Trabalho



★★★★

Disco do produtor e designer de som de São Paulo é uma boa demonstração de como abrasileirar o 2-step e UK garage.

Músicas Para Sair Do Trabalho é um conjunto de seis faixas embaladas pelo 2-step e UK garage. No entanto, se engana quem pensa que esses ritmos surgem no disco como material de origem.

São, na verdade, usados como uma base em que rafao busca uni-la ao funk e, assim, abrasileirar tudo em uma só linguagem. Dá certo, pois toda e qualquer mistura feita aqui nada mais é do que um amálgama de música eletrônica.

Nesse percurso, "Meio-Tempo", que parece brincar de tecer um miami bass eletrificado; ao lado de "Movimentando" e "Vambora", acabam rendendo as melhores perspectivas da ideia do artista — são faixas que recebem a contagem de batidas aceleradas do funk. O resultado é pasmoso.

Selo: Independente
Formato: LP
Gênero: Eletrônica / UK garage
Matheus José

Graduando em Letras, 23 anos. No Aquele Tuim, faço parte das curadorias de Jazz, Música Independente, Eletrônica e Experimental.

Postagem Anterior Próxima Postagem