Crítica | [(entre)mixtape]



★★½

Disco falha em mesclar os vocais do artista com as batidas incessantes do drum and bass.

Em [(entre)mixtape] Davi Sabbag se aventura na música eletrônica com espaços definidos pelo drum and bass acompanhado de seus vocais. Infelizmente, o resultado é, como esperado, uma baixa adesão entre o que ele proporciona organicamente, sua voz, e os sons impulsionados pelas batidas — superficiais — do som explorado por ele.

É como se, de alguma forma, o artista não conseguisse unir esses dois fatores. Há momentos em que sua voz soa tão desconexa que ele parece arrotar em vez de cantar, ainda que com auxílio de recursos modificadores. É estranho, pois se Davi não soa interessante cantando normalmente, com melodias e estéticas usuais e acessíveis do pop alternativo que ficou conhecido, partir para algo novo nessa proposta parece fazer com que o resultado fique ainda pior.

É como se tirassem os maneirismos musicais de Jão e o colocassem para cantar sobre uma simples camada de algo minimamente eletrônico — parecido com o que é feito aqui. Nem mesmo os gemidos, ou o som baixo quase invocando uma energia sonhadora, fazem Davi parecer ajustado às suas intenções.

Selo: Sabá Sounds
Formato: Mixtape
Gênero: Eletrônica / Drum and Bass
Matheus José

Graduando em Letras, 23 anos. No Aquele Tuim, faço parte das curadorias de Jazz, Música Independente, Eletrônica e Experimental.

Postagem Anterior Próxima Postagem