Crítica | MSP01



★★★½

MSP01, de Marco Shuttle, é um excelente passeio pelas diferentes camadas do techno criadas pelo produtor.

MSP01 marca o retorno do produtor italiano Marco Shuttle desde seu último álbum, Cobalt Desert Oasis, de 2021. E, diferentemente da seriedade que seu trabalho representava naquela época, mesmo que imerso em uma atmosfera dançante, o novo disco do artista contraria esses mesmos aspectos, no entanto, é mais clubista, com peças longas que expandem batidas metálicas — quase cinematográficas — em torno do techno aqui agradavelmente refinado por uma produção densa e extensivamente desafiadora.

Selo: Independente
Formato: EP
Gênero: Eletrônica / Experimental
Matheus José

Graduando em Letras, 23 anos. No Aquele Tuim, faço parte das curadorias de Jazz, Música Independente, Eletrônica e Experimental.

Postagem Anterior Próxima Postagem