Crítica | Music for Sixth-Tone Harmonium



★★★★

Ian Mikyska e Fredrik Rasten se unem em um disco que acrescenta novas perspectivas ao drone.

Ian Mikyska e Fredrik Rasten se unem em um disco que acrescenta novas perspectivas ao drone. Em Music for Sixth-Tone Harmonium, destaca-se o uso do chamado Sixth-Tone Harmonium, uma instrumentação difusa que intercala 12 tonalidades em puxadas de quarto e sexto tom.

É interessante, pois a grande quantidade de faixas e o papel que elas desempenham no prolongamento da duração, acaba permitindo que os artistas ganhem espaço para romper com algumas estruturas de drone. O tom meditativo é perturbado pela escadaria e pelos sons terceirizados por instrumentos de fundo.

São vários os momentos em que o sentido microtonal sofre diferentes interferências por conta das composições — que chegam a misturar gravações de campo — para criar oscilações que são capazes de incomodar o ouvinte menos habituado. Tudo isso só ocorre graças à atmosfera gerada pelos sextos tons. É colossal.

Selo: Warm Winters Ltd
Formato: LP
Gênero: Experimental / Drone
Matheus José

Graduando em Letras, 23 anos. No Aquele Tuim, faço parte das curadorias de Jazz, Música Independente, Eletrônica e Experimental.

Postagem Anterior Próxima Postagem