Crítica | “Tough”


★★★☆☆
3/5

A primeira vez que Lana Del Rey falou sobre o que sucederia Did you know that there's a tunnel under Ocean Blvd, seu disco de 2023, foi que seu próximo projeto seria um álbum country. A cantora já tem fama de não cumprir suas promessas, sejam elas musicais ou até mesmo literárias, mas a firmeza com a qual Lana e seu braço direito Jack Antonoff falavam sobre o projeto ancorou as expectativas do público. O projeto já tinha até nome: Lasso. Era natural que se esperasse que seu próximo single fosse nessa linha, ou qualquer coisa, menos uma parceria com Quavo.

Não é a primeira vez que Lana flerta, musicalmente, com o trap. “Summer Bummer”, com A$AP Rocky e Playboi Carti, e “Groupie Love”, também com A$AP, ambas faixas do Lust For Life, são favoritas dos fãs por esse motivo. As duas trouxeram uma abordagem diferente para a sensualidade que Lana expunha até então, refletida também em canções como “Doin’ Time” e “Peppers” com Tommy Genesis, e é resgatada em “Tough”.

O que não tinha ficado claro até o lançamento é que “Tough” é um single de Quavo com Lana, e não o contrário. Isso muda a configuração de expectativas, e já alivia a cantora das promessas que fez. “Tough” não foge do esperado, se adequando à suavidade vocal e sonora presente na discografia de Lana mas ainda mantendo as batidas de trap. O ex-integrante do grupo Migos é totalmente ofuscado pela parceira de dueto, com um verso que soa meio deslocado do resto da canção, mas os dois dividem uma harmonia deliciosa com os vocais graves e masculinos do rapper e a voz serena de Lana, que contribui para a sensualidade da música.

É o resultado charmoso de uma união convincente, mas é country apenas no visual. O clipe e fotos de divulgação em um estábulo com botas de couro, cintos de fivelão e jeans são apenas recursos imagéticos que não estão diretamente relacionados à sonoridade da canção. Não se sabe se há chances da música integrar o próximo disco de Lana Del Rey, porque tudo relacionado à cantora é imprevisível. Recentemente, a própria disse que não sabe qual rumo seu álbum country tomará. Nos resta aproveitar as aventuras e experimentações no estúdio que Lana nos presenteia, nem sempre tão precisas, mas pelo menos simpáticas.

Selo: Interscope, Polydor
Formato: Single
Gênero: Pop / Trap
João Agner

joão agner (2003) é escritor e graduando de jornalismo. escreveu sua primeira história aos oito anos, e tem explorado diversos formatos desde então, como não ficção e poesia. é fascinado por música desde sempre.

Postagem Anterior Próxima Postagem