Crítica | Imagine This Is a High Dimensional Space of All Possibilities



★★★★

Uma “não-experiência" perfeita para pessoas não experientes em eletrônica progressiva.

Só há uma forma de adjetivar esse álbum: épico. O último disco de James Holden em seis anos te transporta para uma realidade que não tem nenhuma semelhança com a nossa, nem com a nossa literatura. Não é exatamente futurista, nem exatamente urbano, muito menos marginal e não acho que se encaixa como orgânico ou sequer como não-vivo. As melodias transeuntes não têm reflexo algum em seu andamento, inconsequentes e momentâneas como a água em um rio que, em movimento, não permanece em lugar algum. Uma “não-experiência" perfeita para pessoas não experientes em eletrônica progressiva.

Selo: Border Community
Formato: LP
Gêneros: Eletrônica / Eletrônica Progressiva
Sophi

Sophia, 18 anos, estudante e redatora no Aquele Tuim, em que faço parte das curadorias de Rap e Hip Hop e Experimental/Eletrônica e Funk.

Postagem Anterior Próxima Postagem