Crítica | Great Doubt



★★★½

Great Doubt é um ponto central de convergência que reflete um interessante fragmento — e extremamente comum — da música eletrônica.

Há um momento na vida de todos os artistas de música eletrônica instrumental em que, de uma forma ou de outra, sua voz passa a fazer parte de suas composições. Às vezes esse processo é mais rápido do que o esperado, às vezes demora muito.

Mas eventualmente chega, como em Great Doubt, novo álbum da artista dinamarquesa Astrid Sonne. Mas aqui ela não apenas canta, mas também escreve suas próprias músicas, baseadas em letras pessoais e narrativas poéticas que se misturam com seus momentos de experimentação e influência da música clássica com a qual se formou como musicista.

É um ponto central de convergência que reflete um interessante fragmento — e extremamente comum — da música eletrônica.

Selo: Escho
Formato: LP
Gênero: Eletrônica / Experimental
Matheus José

Graduando em Letras, 23 anos. No Aquele Tuim, faço parte das curadorias de Jazz, Música Independente, Eletrônica e Experimental.

Postagem Anterior Próxima Postagem