Crítica | TEN



★★★

TEN é o segundo membro do NCT a estrear solo e não parece que ele explorou o que pode ser sua melhor habilidade: dançar.

Com o auto-intitulado, TEN é um EP padrão da SM: apenas seis faixas, um single completamente forte e canções que complementam o projeto. Esperava-se, porém, que o formato fosse de fato semelhante ao que, de certa forma, já conhecemos de artistas como TEN, mas as poucas músicas aqui também acabam sendo bastante parecidas entre si e com muitas outras.

“Nightwalker” é uma canção que inicia em um passo sem tanta agitação, que é necessário uma explosão em seguida. O dance é bem explorado na faixa, embora o pré-refrão seja uma das partes mais envolventes, já que cria uma atmosfera calma e acústica para o refrão se destacar. “Water” é aquela canção que caso houvesse um videoclipe, seria uma batalha para conquistar o coração de uma moça de cabelos longos. Ela soa como qualquer coisa que o Charlie Puth faria, apelando para uma monotonia que não deveria acontecer.

O EP tem diversas canções que apresentam um ritmo que, ao mesmo tempo, é dançante, mas parecem sem a agitação devida. É o caso de “Dangerous” e “Shadow”, que ainda tentam misturar um R&B – que a SM sempre foi competente em fazer – não tão interessantes, podendo passar despercebidas e até serem esquecidas após poucos dias do lançamento.

“ON TEN” experimenta um hip hop fraco e sem personalidade, mas ele consegue animar e elevar os sentimentos mais do que as outras músicas que deveriam cumprir essa função. E, finalizando o EP, “Lie With You” é uma mid-tempo com uma boa produção e com uma abordagem que combina com a proposta da faixa.

Talvez, pelo fato do TEN ser estrangeiro, todas as canções foram cantadas na língua inglesa, mas isso não é um problema, na real até pode se diferenciar de alguns projetos do cenário coreano, mas pela quantidade de faixas datadas e sem uma grande diferença do cenário americano, as canções poderiam ser de qualquer pessoa.

O EP é ótimo para o rapaz, já que ele pôde extrapolar e experimentar em coreografias bastante elaboradas, com muita personalidade performática, mas peca na excelência musical, em que diversas músicas não têm uma abordagem de longevidade e personalidade.

Selo: SM
Formato: EP
Gênero: Música do Leste e Sudeste Asiático / K-pop, Dance
João Vitor

20 anos, nascido no interior da Bahia e graduando em Ciências da Computação. Faz parte das curadorias de Música do Leste e Sudeste Asiático no site Aquele Tuim.

Postagem Anterior Próxima Postagem