A efervescência da música cearense



Conheça 10 trabalhos lançados em 2023 na cena underground do Ceará!

Hoje vamos nos aventurar pela música underground cearense, do forró ao rock alternativo. Em minha primeira curadoria, quero apresentar a versatilidade, criatividade e capacidade dos nossos artistas em criar música. São 10 (dez) trabalhos, entre álbuns e EP’S, lançados por artistas do Ceará em 2023, que exploram com bastante ousadia as possibilidades de se produzir música: captação de áudio, instrumentos, combinações sonoras excêntricas etc. A lista não visa apenas transparecer uma riqueza de ritmos musicais que encontrei sendo feitos aqui (no Ceará), em meu processo investigativo sobre essa indústria que ainda demanda muito investimento e reconhecimento, ela exprime o quão a música cearense é experimental e um polo criativo vivo. Confira:




AMOAMÚMESSÊ
rudriquix

AMOAMÚMESSÊ é um laboratório criativo repleto de experimentações sonoras que funcionam entre si como verdadeiras colagens que se complementam. Neste trabalho você encontra sendo usado como ferramentas: instrumentos, áudios de WhatsApp, captação de áudio em ambientes externos etc. Além disso, o trabalho possui uma estrutura bem estranha pela maneira de Rudriquix compor e organizar suas ideias. O cearense também se propõe, com este trabalho, a travar investigações usando como personagem um extraterrestre que conta a história de Messejana, bairro que se localiza no sudeste de Fortaleza, seguindo dos aspectos que o formaram até seus problemas atuais com a especulação imobiliária, afetando a vida das pessoas, da fauna e flora que lá residem.

Gênero: Experimental / Eletrônica, Punk




SUBSOLO
Wavezim

O excelente EP de Wavezim é um desses projetos na cena musical contemporânea que tem se aproveitado do funk para misturá-lo com vertentes do eletrônico, dando ao gênero ainda mais proximidade com a música experimental atual, que toca nos bailes e festas noturnas mundo afora. O DJ projeta muito bem suas produções eletrônicas que, na medida do possível, são eufóricas e ácidas.

Gênero: Funk / Eletrônica




Bitu
Dimitri Bitu

Em seu primeiro disco duplo, Dimitri Bitu, cantor e compositor de Iguatu, mostra toda sua capacidade de criação no trabalho autobiográfico Bitu, que narra seu passado, presente e futuro. Uma riqueza sonora muito bem orquestrada por instrumentos que foram todos tocados e gravados pelo próprio em seu quarto. Rock e frevo em um mesmo trabalho? Há quem pense que essa seja uma ideia maluca, porém, o cantor acerta em suas combinações de gêneros e letras divertidas que estão em perfeita harmonia com a sonoridade.

Gênero: Folk / Forró, Frevo




The Drunken Lost Tapes
RATPAJAMA

De aura eletrônica, sombria e introspectiva, The drunken lost tapes é um registro cru e sincero sobre os momentos de reflexão de uma bêbada — literalmente —, e que diz respeito às complicadas estruturas de um relacionamento problemático que está começando a ruir e o quão difícil é lidar com isso.

Gênero: Eletrônica / EBM, Darkwave, Gothic




Jamais Visto
Leves Passos

Os músicos Felipe Couto e Ayla Lemos, que integram o duo Leves Passos, apresentam em seu primeiro álbum, Jamais Visto, letras com estruturas complexas e utilização metafórica partindo de uma escrita que é eficiente em abarcar suas reflexões sobre a realidade. E eles fazem isso em meio de uma sonoridade acústica, pra lá de interessante, e que se combina muito bem ao seu eletrônico minimalista — uma experiência reflexiva e transcendental.

Gênero: Eletrônica / Acústico, Experimental




O Trabalho Mortifica
George Belasco & O Cão Andaluz

A obra se estende em ousadas fusões do alternativo, eletrônico e psicodélico ao longo de suas seis faixas que se desenvolvem entre reflexões e críticas sociais da contemporaneidade. O Trabalho Mortifica narra o presente e o passado, e os resquícios das hipocrisias que compõem as sociedades atuais.

Gênero: Eletrônica / Alternativo




Amasso Digital
rosabeats

A cena eletrônica cearense tem muito a comemorar com Amasso Digital, EP de rosabeats que foi desenvolvido dentro do laboratório de música da Escola Porto Iracema das Artes. Um trabalho energético que reúne referências de vertentes da música eletrônica e da cena underground europeia, fundidas aos ritmos tradicionais do nordeste brasileiro. Indicação para quem gosta de curtir sons mais despretensiosos e divertidos para dançar em uma festa noturna.

Gênero: Eletrônica / Garage




Sinal de Fumaça
Zéis

Em Sinal de Fumaça, Zéis não se prende a nenhuma estrutura fixa para criar sua obra, que é estruturalmente interessante e que de modo genuíno consegue mostrar que a MPB pode se transformar de múltiplas maneiras se utilizando de diversas ferramentas. É uma paleta sonora que passeia por diversos ritmos musicais.

Gênero: Folk / Reggae, MPB experimental




ambiente de rua
dronedeus

ambiente de rua, nome do segundo álbum de estúdio do quinteto dronedeus, é um universo sonoro cheio de camadas. Sendo quase que inteiramente cantado-falado, o projeto se destaca pela sonoridade ousada que tenta, ao máximo possível, se aproveitar dos sons que são produzidos pelo ambiente em que este disco foi idealizado, o que de fato impacta sua produção. Sons de cachorros latindo, o vai e vem infinito dos carros, conversas de pessoas no fundo; esses são os elementos da paisagem cotidiana usados em uma gama de reflexões sobre o tempo e o espaço.

Gênero: Experimental / Palavra Falada, Minimalismo




Noites & Neblinas
Dedé D7 & Enejaru

Rapper da Serra de Ibiapaba, mais especificamente de Tianguá, Dedé D7 com a colaboração do produtor Enejaru neste trabalho, aborda os problemas sociais enfrentados pelo espaço em que está inserido, sempre relacionados às questões raciais e à rápida urbanização que este ambiente tem sofrido, o que impactou a vida local e a concepção de sua obra. A sonoridade do projeto ousa na utilização de referências clássicas e modernas do rap nacional.

Gênero: Hip-Hop / Rap, Grime
Joe Luna

Futuro graduando de Economia Ecológica (UFC), 22 anos. Educador ambiental, e redator no Aquele Tuim, onde faço parte das curadorias de MPB, Pós-MPB e Música Brasileira e Música Latina/Hispanófona. Além disso, trago por muitas vezes em minha escrita uma fusão com meu lado ambientalista.

Postagem Anterior Próxima Postagem