Crítica | “ULT”



★★★★

“ULT” é uma música que complementa a jornada de LIM KIM no empoderamento e entendimento do papel da mulher asiática na sociedade oriental.

Após deixar o sistema idol da indústria k-pop em 2016 por não concordar com a maneira como as mulheres são submetidas dentro deste, LIM KIM continua trilhando um caminho espetacular como artista independente.

Seja com o magnífico EP Generasian, primeiro trabalho independente e todo incorporado por vertentes eletrônicas combinadas aos instrumentos de música tradicional coreana, que surgiu como grito denunciante às micro agressões que mulheres asiáticas são condicionadas, ou até mesmo em seus singles soltos de forma esporádica, responsáveis por elevar sua arte ao explorar duas peças motrizes para seu trabalho — o eletrônico e sua própria cultura.

Mesmo que “ULT” não seja uma grande novidade ou apresente mudanças repentinas na estrutura e concepção, ainda é uma música que complementa a jornada de LIM KIM no empoderamento e entendimento do papel da mulher asiática na sociedade oriental, assunto frequente de sua obra.

O mais interessante é que ela continua fazendo isso com experimentações contínuas com os citados instrumentos típicos coreanos, porém, num estilo mais pop e apresentando uma mudança climática sutil e ousada com ruídos em seus minutos finais.

Selo: NEW ENTRY
Formato: Single
Gênero: Música do Leste e Sudeste Asiático / Eletrônica
Joe Luna

Futuro graduando de Economia Ecológica (UFC), 22 anos. Educador ambiental, e redator no Aquele Tuim, onde faço parte das curadorias de MPB, Pós-MPB e Música Brasileira e Música Latina/Hispanófona. Além disso, trago por muitas vezes em minha escrita uma fusão com meu lado ambientalista.

Postagem Anterior Próxima Postagem