Clássicos do Aquele Tuim | The Top (1984)



★★★½

Celebrando os 40 anos de um dos projetos mais experimentais de The Cure.

Há 40 anos, era lançado mais um disco da famosa banda favorita dos góticos, The Cure, porém, sem a presença de Simon Gallup. Isso fez com que Robert Smith assumisse mais responsabilidades no processo criativo do álbum, tocando quase todos os instrumentos — com a insaciável presença de violinos e flautas, o que resultou em um dos projetos mais ecléticos já feito por eles.

O álbum não é favorito entre fãs ou críticos, podendo por vezes passar despercebido na grande discografia da banda devido à presença de trabalhos mais aclamados. No entanto, não deixa de ser interessante, principalmente pelas experimentações de Robert Smith, influenciadas pelos seus contatos com outras culturas durante viagens e também por sua colaboração com Siouxsie and the Banshees, se distanciando um pouco de The Cure. Destaca-se a incrível canção "The Caterpillar", influenciada pelo pop psicodélico.

E, apesar da incompreensão do público, essencialmente em relação ao seu experimentalismo, The Top serviria de base para futuros projetos do The Cure. A obra encara a transição da banda, e não decepciona tanto quanto dizem. Ainda que não crie uma conexão emocional tão forte quanto outros projetos, o álbum consegue trazer músicas envolventes. Sem as experimentações trazidas aqui, a banda não teria desenvolvido a base para um som que seria celebrado pelos fãs mais tarde.

Selo: Fiction Records
Formato: LP
Gênero: Rock / Pós-punk, New Wave, Rock Gótico
Vit

Sou a Vit, apaixonada pelo universo musical desde que me entendo por gente, especialmente por vocais femininos. Editora e repórter no Aquele Tuim, onde faço parte das curadorias de Pop, MPB, Pós-MPB e Música Brasileira.

Postagem Anterior Próxima Postagem